quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Cacimbas, PB: Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável se reúne para analisar e homologar o Programa Garantia Safra 2014-2015



O Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável de Cacimbas, cidade do interior da Paraíba, se reuniu na tarde desta terça feira dia 16/12, na Sede da Central das Associações Comunitárias de Cacimbas- CAMEC, localizada na comunidade do Sítio Monteiro deste município.

Na ocasião, compareceram mais de vinte lideranças representantes dos diferentes setores da sociedade civil organizada, a exemplo de Agentes Comunitária de Saúde, Presidentes de Associação, Representante da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, Representantes do poder público municipal, e moradores locais. Foi registrada a ausência de algumas lideranças representantes do legislativo e das comunidades de Fundamento de Cima e Fundamento de Baixo e Cacimbas.

O secretário de Agricultura Edilson Silva Nascimento, fez uma prestação de contas das principais ações de sua secretaria desenvolvidas durante ao ano em curso e destacou os avanços numa forma de melhorias da qualidade de vida do homem do campo. Ele parabenizou a atuação do Conselho e pediu mais empenho de alguns membros para acelerar os projetos em andamento.

O encontro foi bastante participativo e serviu para os conselheiros, sanar suas dúvidas e traçar novas metas e prioridades para os próximos anos, além de listrarem suas dificuldades. Num segundo momento, os representantes se reuniram por setor, para analisar os cadastros das famílias inscritas no Programa Garantia Safra 2014-2015, confrontando as informações com os critérios estabelecidos pelo Ministério de Desenvolvimento Agrário- MDA.

D acordo com a equipe responsável pelas informações, foram inscritas 865 famílias, para um total de 680 vagas existentes, o que significa a exclusão de 185 agricultores. Perguntados de como seria tomada essa decisão, eles foram categóricos em responder, que muitos seriam eliminados por não se enquadrar nos critérios estabelecidos.

“Muitos não têm DAP, que é a Declaração de Aptidão do Pronaf, principal documento dos agricultores, outros possuem renda superior a um salário e meio e alguns não plantam, portanto nossa função é fiscalizar e garantir o bom funcionamento das políticas públicas de desenvolvimento sustentável para o homem do campo”, disse um conselheiro.

O Garantia safra, é uma bolsa paga aos agricultores no valor de R$ 850,00, dividido em cinco parcelas de R$ 170,00, quando há perca na produção em mais da metade das lavouras. O recurso destinado acontece em parceria com o governo federal, governo estadual, gestores municipais e com o próprio agricultor que pagam taxas de adesão ao programa, como uma forma de seguro.

Diversos municípios paraibanos que aderiram ao programa no ano passado, já estão pagando aos trabalhadores rurais referentes aos prejuízos nas lavouras. Este ano a Secretaria Municipal de Agricultura em Cacimbas, tem até o dia 30 deste mês para homologar as vagas disponíveis e emitir os boletos para serem pagos pelos agricultores no valor de R$ 14,90.

O secretário de Agricultura, Edilson Silva Nascimento e sua equipe de funcionários, vêm realizando capacitações nas diferentes comunidades, para informar as famílias sobre os critérios do programa. Neste sábado dia 20/12, ele vai participar de um Programa de Rádio “Cidade em Ação”, das 12 às 13 horas na emissora local, na frequência 104, 9 FM, para prestar contas à sociedade cacimbense.

Mais informações no Site da rádio www.radio104fm.amaisouvida.com.br ou no portal da Prefeitura em www.cacimbas.pb.gov.br ou nos números: 3476- 1137. Prefeitura Municipal de Cacimbas com um novo tempo: Administração Prefeito Léo Terto. 

 
 
 
 
 
 

                                                                                                            SECOM/PMC.

   

domingo, 14 de dezembro de 2014

Seminário reúne profissionais da Educação que compartilham experiências



A Secretaria Municipal de Educação com o apoio da Prefeitura de Cacimbas, interior do estado, realizou na manhã desta sexta-feira (12/12), na E.M.E.F. Tertulino Cunha o Seminário Final do PNAIC, (Programa Nacional pela Alfabetização na Idade Certa), na ocasião houve diversas apresentações, homenagens, reflexão, e muita confraternização entre os educadores e demais funcionários.

O evento envolveu professores, diretores, coordenadores, supervisores, orientadores educacionais, secretários municipais e alguns alunos que apresentaram diversas experiências consideradas bem sucedidas, na avaliação do público presente. O propósito da educação, além de alfabetizar crianças até os oito anos de idade, também trabalha com metodologia dinâmica e inclusiva que valoriza os conhecimentos prévios dos estudantes e a sistematização de outros saberes.

O acolhimento do ponto de vista estrutural e a união das equipes fizeram toda a diferença, na inclusão dos alunos que se sentem a vontade para apresentar suas experiências e habilidades com a musicalidade, as artes, as oficinas das áreas temáticas da matemática e linguagem com as variações textuais, que são trabalhados de forma lúdica. 

Escolas e suas respectivas localidades que apresentaram seus trabalhos no seminário final do PNAIC- Cacimbas, PB: Escola Joaquim Cassiano Alves, (Quilombo de Serra Feia), Escola João Heleno de Maria (Monteiro), Escolas Tertulino Cunha, Francisca Maria (Sede), Agostinho Justo de Souza (São Gonçalo), Escola Vereador Manoel de Almeida (Distrito), Escola Raimundo Pereira (Minador), Joaquim Bento de Araújo (Flamengo), Manoel Alexandre (Fundamento de Cima), Gabriel Alves Teixeira (Retiro), Escola Gonçalo Pereira (Fundamento de Baixo).

A coordenação do Programa, através de Juliana Gonçalves, dos orientadores de estudos José Leônidas e Deis Maria e o secretário de Educação, avaliaram os dois anos em que o PNAIC, foi implantado em Cacimbas, como um dos programas educacionais mais importantes do município, pela forma consistente de mediar os conhecimentos, valorizando as práticas pedagógicas a as aprendizagens dos alunos, a partir do uso de materiais simples, onde os educadores passam por capacitações para cumpri com tais propostas.

Os trinta e nove professores, confirmam a satisfação de trabalhar com as turmas contempladas com o Programa, diante dos resultados positivos. Além de seus salários, os educadores recebem uma bolsa de incentivo no valor de 200,00 reais, porém para muitos, a maior recompensa é a certeza de dever cumprido com os alunos alfabetizados até os oito anos de idade conforme preconiza o MEC.

O Secretário de Agricultura, Edilson Silva Nascimento, ao se referir aos trabalhos, teceu elogios às equipes de profissionais que possuem boa qualificação e destacou os resultados do seminário como satisfatórios, ele ainda sugeriu que as próprias secretarias, tem a necessidade de inovar com a criação de um Pacto próprio com a marca do município.

No próximo ano, a equipe da secretaria pretende aderir novamente ao PNAIC e a outros programas, a exemplo o Programa Saúde nas Escolas- PSE, na tentativa de reduzir o analfabetismo, a evasão, e outros problemas educacionais, por meio de ações e políticas públicas, eficazes. A diretora Gilva da Cunha Alves, parabenizou as professoras pelo resultado, em seguida agradeceu a todos os educadores envolvidos e falou dos planos para o próximo ano.

Mesmo estando ausente, por problemas de saúde, os organizadores do evento fizeram questão de lembrar as contribuição de Dona Socorro Holanda para a educação. A professora Luzinete Pereira, que faleceu recentemente, também foi homenageada por todos. A matéria completa com entrevistas vocês conferem em www.cacimbas.pb.gov.br ou no Programa Cidade em Ação aos sábados das 12 às13 horas na Rádio 104, 9FM de Cacimbas.  www.radio104fm.amaisouvida.com.br.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Prefeitura Municipal de Cacimbas, com um novo tempo: administração Prefeito Léo Terto.  SECOM/PMC.

Deputado federal defende aumento do salário mínimo para R$ 810 em 2015

O deputado federal Efraim Filho (Dem) questionou o reajuste de 7,71% anunciado pelo governo federal para o novo salário mínimo previsto para 2015, passando dos atuais R$ 724 para R$ 779,79. O parlamentar defendeu um reajuste de no mínimo 12%, o que elevaria o salário de R$ 724 para R$ 810,88. Efraim Filho ressaltou que a maioria dos aposentados recebe um salário mínimo, sendo em sua grande parte arrimo de família, além da necessidade de arcar com despesas médicas e pessoais. 

“Vale destacar que o fomento do mercado interno ocorre, principalmente, devido ao aumento do salário mínimo que injeta bilhões na economia” afirmou. “Entendemos que um reajuste digno para o salário mínimo é uma forma de distribuir renda e fortalecer o mercado interno, aumentando o consumo, a produção e consequentemente gerando novos postos de trabalho” defendeu o deputado.

Efraim concluiu dizendo que irá lutar também para que o percentual de reajuste do mínimo de 2015 seja o mesmo para os aposentados e pensionistas que ganham acima de um salário, que são prejudicados pelo governo ano após ano com um percentual de reajuste inferior. O governo federal propôs que o salário mínimo, que serve de referência para mais 45 milhões de pessoas no Brasil, suba dos atuais R$ 724 para R$ 779,79 a partir de janeiro de 2015. O percentual de correção do salário mínimo, pela proposta do governo, será de 7,71% no próximo ano.

Portal Correio

Matérias de regulamentação da PEC das Domésticas devem ficar para 2015

A uma semana do recesso parlamentar que começa oficialmente no dia 23 de dezembro, projetos importantes para a sociedade foram incluídos na pauta da Câmara. Apesar de colocar em votação matérias como a regulamentação da profissão das domésticas (PLC 302-A/13) e o Estatuto do Portador de Deficiência (PL 7.699/06), a chance de esses textos avançarem são remotas.

Além do pouco tempo, a prioridade estará voltada para o orçamento de 2015 e a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Orçamento Impositivo e, como muitos parlamentares não foram reeleitos, a semana deve ficar mais esvaziada e será difícil alcançar o número de necessário para as sessões agendadas.

A regulamentação da proposta que ficou conhecida como PEC das Domésticas é esperada há mais de um ano pela categoria. O texto básico que assegura a extensão dos direitos previstos na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) foi promulgado em abril de 2013, mas ainda depende de algumas regras, como a multa de 40% em caso de demissão sem justa causa e as mudanças no pagamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Esse complemento que assegura muitos dos direitos previstos na PEC ficou parado por mais de oito meses na Câmara. Mesmo com a tentativa de votá-la, a proposta só deve ser concluída na próxima legislatura, a partir de 1º de fevereiro de 2015. Os deputados também tentarão votar o projeto de lei que altera artigos do Código de Processo Penal, que estabelece as regras mais rigorosas para a apuração de mortes e lesões corporais decorrentes da ação policial, justificadas como auto de resistência.

O tema ganhou destaque na semana passada, por estar na lista de recomendações do relatório final da Comissão Nacional da Verdade (CNV). No texto, o grupo destacou que “a prática de detenções ilegais e arbitrárias, tortura, execuções, desaparecimentos forçados e mesmo de ocultação de cadáveres não é estranha à realidade brasileira contemporânea”.

Na última semana, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, tentou negociar a votação da proposta com líderes na Casa, mas os parlamentares ainda precisam votar um requerimento de urgência previsto para esta semana no plenário para que o projeto tenha alguma chance de ser votado nesta legislatura.

As votações previstas para a última semana de trabalho antes do recesso incluem outras propostas de apelo popular, como os projetos de Lei 7.699/06, que institui o Estatuto do Portador de Deficiência, e a continuação da votação de emendas apresentadas ao PL 4.246-C/12, que ficou conhecido como Lei Geral dos Caminhoneiros.

Outro obstáculo para o avanço dessas matérias é que a pauta está trancada pelo PL 7.735/14, que altera a legislação sobre pesquisa científica e exploração do patrimônio genético de plantas e animais nativos, e pela Medida Provisória (MP 655/14) que abre crédito extraordinário para operações oficiais de crédito.


Por Agência Brasil

sábado, 13 de dezembro de 2014

Mais fiscalizações: Operação Integrada das Rodovias acontecem em todo o país



O governo federal, em parceria com estados e municípios, retoma a Operação Integrada Rodovida. A ação, que começou nesta sexta-feira (12) em todo o país, objetiva diminuir os acidentes e mortes no trânsito nos períodos de maior movimentação nas estradas. Para isso, serão promovidas ações simultâneas em locais e horários pré-definidos para prevenir e fiscalizar irregularidades.

O primeiro período desta quarta edição da operação vai até o fim de janeiro. O objetivo é evitar acidentes durante as festas de fim de ano e férias escolares. Uma semana antes do carnaval, a Rodovida será retomada. Como foi planejada a partir de dados estatísticos de tragédias no trânsito, a operação será focada em trechos com registros recorrentes de índices de acidentes graves, resultando em mortes ou feridos graves. Motocicletas, motonetas e ciclomotores também serão alvo das fiscalizações.

As ultrapassagens proibidas e forçadas serão as mais combatidas, de modo a reduzir as colisões frontais. Em novembro, entrou em vigor a lei que eleva o valor das multas para motoristas flagrados nessas condições. Quem forçar passagem entre veículos em pistas de duplo sentido pagará R$ 1.915,40, em vez dos R$ 191,54 anteriores. Além disso, perderá o direito de dirigir.

Promovida em parceria com a Casa Civil e os ministérios da Justiça, Saúde, Cidades e Transportes, além de órgãos estaduais e municipais, a Rodovida contribuirá para que o Brasil alcance a meta da Organização das Nações Unidas, que é reduzir em 50% o número de mortos em acidentes de trânsito até 2020.

VITRINE DO CARIRI
Tambaú 247

Homem que fugiu da Fazenda Esperança em Condado-PB, é encontrado morto



O senhor José Alcirleide Cruz de Morais, 50 anos, mais conhecido por Zé Bandeira, que estava desaparecido depois de evadir-se da Fazenda da Esperança no município de Condado, onde realizava tratamento para se livrar do vício em maconha e crack, foi encontrado sem vida na tarde deste sábado (13/12).

Segundo informações chegadas a nossa redação, o corpo foi encontrado em um matagal nas proximidades da Fazenda do ex-prefeito de Condado, Antônio de Pádua, por policiais do Corpo de Bombeiros de Patos, que estavam realizando buscas nas proximidades da fazenda. Até o início da noite deste sábado, o corpo permanecia no local, esperando o Rabecão (veículo do Numol de Patos) para ser levado o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal de Patos para realização de exames cadavéricos.     

De acordo com familiares da vítima, José Alcirleide estava interno na Fazenda da Esperança desde quarta-feira, dia 10, e passou apenas um dia, pois na quinta-feira, dia 11, saiu tomando destino ignorado. Como a Fazenda da Esperança não obriga os dependentes químicos a permanecerem no local, talvez uma crise de abstinência tenha levado Zé Bandeira a fugir.

Patosonline.com