quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Vereador Júnior Barros se pronuncia sobre nota da internet que traz reivindicações de moradores do Conjunto habitacional de Cacimbas, Paraíba



O Vereador Júnior Barros do PSDB, da cidade de Cacimbas no interior da Paraíba, se pronunciou nesta quarta feira dia 22/10, sobre uma nota publicada na última segunda 20, na página pessoal face book, pertencente a uma das filhas de uma moradora do Novo Conjunto Habitacional da referida cidade. Ela alega que as famílias vivem um drama, pela falta de energia elétrica, saneamento básico, falta de água, além do acúmulo de lixo nas proximidades das residências.      

Júnior reconhece que a crise de água é uma realidade que atinge todo o país e mesmo diante das dificuldades adversas e limitações da frota que o município dispõe, a Prefeitura Municipal vem abastecendo algumas comunidades na medida do possível, inclusive as residências dos conjuntos, o parlamentar explicou que quando a água é insuficiente, ele mesmo fornece garrafões com água mineral para amenizar a situação dessas famílias.

Júnior Barros disse que a Senhora Emília Correia da CEHAP, ao entregar as 40 unidades habitacionais, sendo metade no Distrito e a outra metade na Sede do município em agosto deste ano, todas as famílias beneficiadas foram avisadas das pendências, mas que se fazia necessário receber naquela ocasião para evitar possíveis invasões. O vereador reconhece as carências dos moradores e disse que a Prefeitura Municipal por meio do Prefeito Léo Terto, tomou todas as medidas necessárias para atender as reivindicações.

“Nesta terça 21, eu e o funcionário de obras Peta recebemos a visita dos funcionários da ENERGISA, acompanhamos todos os trabalhos, o Prefeito Léo providenciou a liberação dos terrenos perante seus proprietários, por onde vai passar a rede elétrica, agora estamos dependendo da burocracia da empresa que é particular e tem seu cronograma de atendimentos”, relatou o vereador.

Perguntado sobre a publicação feita pela internauta, Júnior disse ser a favor da manifestação de opiniões e que estas devem ser estimuladas, desde que sejam feitas de forma responsável com o pleno conhecimento de causa, para evitar as fofocas e o oportunismo de terceiros que se aproveita de tais fatos para tirar proveito da situação.

“Nós enquanto administração pública, estamos à disposição de todos, principalmente os moradores do Novo Conjunto Habitacional independentemente de questões políticas, estamos felizes por que em breve estaremos vendo a alegria desses moradores com a sua energia instalada, porque a gerente da ENERGISA, a senhora Clarisse, garantiu que Cacimbas agora passa a ser uma prioridade da empresa”, ressaltou Júnior Barros.

É preocupação do gestor, a retirada do lixão das proximidades das residências, numa forma de atender a população e também a uma lei federal que exige dos pequenos municípios com menos de cinquenta mil habitantes, políticas públicas de gerenciamento dos resíduos sólidos (lixo), com a construção de aterros sanitários, porém a falta de incentivos do governo na destinação de recursos financeiros limita as prefeituras na elaboração de seus projetos.

SECOM/PMC.

Moradores do Novo Conjunto em Cacimbas, sertão paraibano, sofrem com a falta de energia elétrica há 3 meses

Até o presente momento diversas promessas são feitas quanto a tão sonhada chegada da rede elétrica. Um sonho que muitas vezes parece maior que o sonho da Casa Própria. Crianças adoecem e nenhuma nebulização para socorre-las na escuridão da noite é possível. Famílias vivem atormentadas com a chegada da noite sem ter um entretenimento (rádio, TV, computador...) para ocuparem, ao menos, seus filhos. 

Segundo a Prefeitura municipal o pedido da rede elétrica já foi realizado mas não há previsão de quando a equipe da empresa vem até a localidade. E enquanto isso as famílias se viram como pode. Até o abastecimento de água pela operação pipa não é o suficiente onde há um número maior de pessoas, e esse povo, que luta sozinho, enfrentam seus limites e se deslocam até um poço próximo, muitos com seus filhos, correndo risco porque não há nenhuma proteção em busca de água para pelo uso doméstico. 

Crianças vulneráveis a doenças por conta do lixo próximo as suas residências, muita terra por falta de calçamento nas ruas. Fica aqui registrado o drama de quem acompanha de perto o que aquela gente passa. Se gloriar em cima da abundância é fácil, difícil é chegar junto na hora do aperto. Que fique claro que NÃO tenho a menor intenção de atingir ou defender grupo ou representante POLÍTICO NENHUM! Apenas um desabafo! Pronto falei!

Por: Keliane Santos


terça-feira, 21 de outubro de 2014

Problemas da seca: Falta D´água em Desterro causa desespero na população



Depois de meses racionando o abastecimento de água em Desterro - PB a situação na cidade chega a um ponto muito crítico. Com menos de 0,6% da sua capacidade, o açude Jeremias chega ao estado mais crítico dos últimos anos, sem o aumento de sua capacidade e os três anos de seca que passaram a cidade e a zona rural surge as grandes dificuldades.

A cidade tem uma população urbana de 4.890 habitantes, segundo pesquisa do IBGE/2010 e está sendo afetada diretamente com esta seca de 2011 até os dias atuais, assim como a maioria dos municípios do Nordeste. O Reservatório de Desterro abastece diretamente através de adutora, o município de Cacimbas, o Distrito de São Sebastião e também estavam sendo abastecidas através de Carros Pipas algumas comunidades rurais e o Distrito de Tataíra, mas agora não há mais possibilidade a quantidade de água restante é pouca e o município fica vulnerável a cada dia.

Mesmo recebendo neste ano de 2014 um Decantador e um Filtro maior, repassado pelo Governo do Estado para a CAGEPA local, e mesmo com o processo de Filtragem e de Cloragem ser ainda maior e melhor, a água chega às torneiras com um cheiro desagradável, que aumenta dia após dia. É de se desesperar, pois no reservatório a quantidade de água é muito pequena e pela cor esverdeada que ela apresenta, fica realmente difícil um processo que vá deixa-la ainda melhor para nosso consumo. 

Entramos em contato com o Médico da Cidade Dr. Geraldo Gerônimo Leite que foi categórico ele nos disse que: “não é recomendado tomar Água do reservatório de Desterro, pois está muito contaminada, estão morrendo peixes, cágados e outros animais dentro da água pela falta de oxigênio e pelas altas temperaturas”, ele também destaca o mau cheiro que fica na água após armazena-la por alguns dias.

Dr. Geraldo ainda nos informou em cerca de 60% dos casos atendidos na Unidade de Saúde de Desterro, estão relacionados ao consumo da água contaminada. “Se as pessoas não tiverem condições de comprar a água mineral, elas têm que fazer cloragem, ferver e filtrar esta água tanto para sair o mau cheiro, como ter a certeza que as bactérias foram mortas” disse o Doutor.
Fonte: Dário Cardoso - Desterro1
Fotos Jackson Souza

Prefeitura de Cacimbas decreta estado de calamidade pública por conta da seca



O Prefeito Constitucional de Cacimbas no interior do sertão da Paraíba, Geraldo Terto da Silva (Léo), no uso de suas atribuições legais que lhe confere a Lei Orgânica Municipal, Art. 12 do Decreto Federal nº 895, de 16/08/92 e na Resolução nº03, do Conselho Nacional de defesa Civil, decretou estado de calamidade pública no município na última terça feira 14/10, por conta da seca que atinge grande parte do país principalmente a região Nordeste.

Considerando a falta de recursos financeiros para amenizar os prejuízos causados a população pela falta de chuvas no corrente ano, o que vem causando grandes prejuízos no comprometimento do abastecimento de água, perdas completas das lavouras, mortes de animais, enfraquecimento da economia local e devastação ambiental, fez com que o gestor tomasse essa medida como forma de amenizar a situação detectada.

Sendo ciente de suas responsabilidades e conhecedor do fenômeno, o poder público municipal, busca perante os órgãos competentes superiores, ajudas no sentido de suprir as carências da população afetada, numa forma de resolver ou pelo menos amenizar as suas necessidades básicas, com medidas que garantam as condições mínimas da dignidade da pessoa humana, com abastecimento de água através de carros pipa, ou similares, aquisição de medicamentos, alimentos dentre outros.

Outros 170 municípios paraibanos também adotaram a mesma medida que de acordo com o Art. 5°, o Estado de Calamidade Pública permanecerá em vigor enquanto não forem satisfatoriamente resolvidos e equacionados todos os principais problemas resultantes deste desastre que aflige os Municípios, sendo certo que não ultrapassará 90 (noventa) dias, podendo ser prorrogado até completar 180 (cento e oitenta) dias.  Mais informações no site da Prefeitura Municipal: www.cacimbas.pb.gov.br

Prefeitura Municipal de Cacimbas- PB, com um novo tempo: Administração Prefeito Léo Terto. SECOM.

Prefeitura de Cacimbas divulga o calendário de pagamentos do Garantia Safra



A Prefeitura Municipal de Cacimbas no interior do sertão da Paraíba, por meio da Secretaria de Agricultura local, divulga para os agricultores familiares, o calendário de pagamentos referente ao Programa Garantia Safra 2013-2014. A medida faz parte de uma parceria firmada entre os governos; federal, estadual e municipal, numa forma de garantir a segurança alimentar do homem do campo, amenizando eventuais prejuízos em suas lavouras.

Por conta dos longos períodos de estiagens, provocados pela baixa quantidade de chuvas, que foram insuficientes para garantir uma boa colheita das lavouras de milho, feijão dentre outros alimentos, o Prefeito Léo Terto e o Secretário Edilson Silva Nascimento, aderiram ao Programa, por meio de convênios com o MDA, onde foi pago através da Prefeitura um aporte de quase 25 mil reais para que as 640 famílias rurais tenham direito a receber o valor de R$ 850,00 divididos em cinco parcelas de R$170,00 cada uma.

“Isso é fruto de muita dedicação e esforço coletivo para honrar nossos compromissos com os agricultores de Cacimbas, os governos estadual e federal também tem a sua maior parcela de contribuição na liberação desses recursos que chega numa boa hora, para resgatar a dignidade das pessoas que consequentemente vão quitar suas dívidas e injetar mais de meio milhão de reais na economia local”, ressaltou o Secretário de Agricultura do Município.

A data de pagamento das parcelas do Garantia Safra 2013-2014, por meio da Caixa Econômica Federal, obedecerá ao final de cada NIS, contido nos cartões das famílias, conforme indica o calendário a seguir. Vai ter direito a sacar o beneficio todos os agricultores que aderiram ao Programa no ano passado e efetuaram o pagamento do boleto no valor de R$ 12,75. Mais informações na Secretaria de Agricultura de Cacimbas ou na Casa do Agricultor no Distrito de São Sebastião, nos horários de atendimento.


Prefeitura Municipal de Cacimbas- PB, com um novo tempo: Administração Prefeito Léo Terto. SECOM.